<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1574659759445611&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Pronto para receber conteúdo interessante? Assine a newsletter

Dicas para evitar a procrastinação

#LidereATransformação, #SimonePenteado - 20 de Março de 2021

Deixar algum trabalho para depois, adiar responder certo e-mail, pospor aquela maratona de estudos, apesar de necessária… Todos, em determinado momento da vida, já fizemos pelo menos uma dessas coisas. Procrastinar, muitas vezes confundida com preguiça, é o ato de deixar para depois algo que pode ser feito hoje. É extremamente comum, natural do ser humano e fortemente ligada à ansiedade, se tornando um problema apenas quando vira parte da rotina.

Em meio a um mundo com inovações tecnológicas constantes, entendê-las é fundamental e a procrastinação costuma ser o mal que nos impede de alcançar o sucesso profissional. Para te ajudar, listamos técnicas de como superar o problema, seguindo orientações de Simone Penteado, professora do LIT e Consultora Organizacional.

Para evitar a procrastinação, tome consciência:

  • O primeiro passo para impedir que a procrastinação seja parte da sua rotina é entender quanto e quando ela aparece. 
  • Reflita se, na adolescência, costumava ouvir, dos seus pais e professores, frases como: “Você enrola muito para iniciar suas tarefas” ou “Você deixa tudo para o último minuto”. Pense nos momentos em que esse hábito te impediu de fazer entregas com o nível de qualidade que é capaz. 
  • Meça o nível de ansiedade ao estar diante de situações em que precisar sentar na cadeira para estudar, tomar uma decisão importante ou comunicar alguma notícia de maior importância a alguém. Uma dica é medir com números: se pergunte de 0 a 10 o quanto sente esse sentimento vir à tona, em diferentes momentos do dia.
  • Tomar consciência e entender aquilo que nos afeta, nos dá o poder de mudar.

Treine e ressignifique

Com os momentos em que optamos por procrastinar estabelecidos, damos início ao segundo e terceiro passo. Essas duas etapas são ligadas, já que a ressignificação é resultado do treinamento constante. O cérebro sempre vai tentar pegar o caminho mais fácil, evitar de enfrentar aquilo que te perturba e deixá-lo para depois.

O treinamento, nesse caso, nunca vai ter um prazo final. Depois de tanto fazer, você aprende e não precisa mais repetir. Lidar com esse hábito é um relacionamento para vida toda e, como qualquer outro, requer manutenção.

Dica prática para a hora de estudar

Tente abordar os momentos em que precisa estudar da seguinte maneira: 5 minutos antes de iniciar, pegue uma folha de papel, divida-a em duas colunas e liste do lado direito seus afazeres e, do lado esquerdo, liste como se sente, os sentimentos que consegue identificar. Colocar para fora aquilo que ocupa sua mente faz focar no presente e o cérebro entender que você está no controle da situação. Você também pode fazer isso através da gravação de áudios no celular, se for uma pessoa que absorve melhor escutando.

Com suas listas prontas, passe a dividir esses momentos de, por exemplo, duas horas, em picos de 30 minutos, com pausas programadas de 5 ou 10 minutos. Tenha em mente que, deixar para decidir como vai aproveitar esses breakes na hora em que eles começam, prejudica seu rendimento como um todo. Planeje exatamente o que vai fazer, coma uma fruta, vá a varanda, pegue um ar ou se alongue mas principalmente, opte por não engajar nas redes sociais, se realmente precisar, seja rápido e com um objetivo em mente. 

Cumprir pequenas metas aumenta o tempo em que o cérebro sente satisfação, nos motivando a iniciar novos projetos.

Para não esquecer

  1. Algumas dicas que podemos aplicar aqui são: não trave sua agenda com compromissos. Não podemos prever reuniões de emergência e deixar uma programação inteira indo por água abaixo é frustrante e cansativo para o cérebro ter que se organizar novamente.
  2. Não tenha medo de falar não! Dá medo mas, às vezes, é necessário ser a pessoa que não aceita o horário proposto da reunião e não querer mais adiar em uma semana seu momento de estudo é uma razão válida para isso.
  3. Aos poucos o cérebro vai entendendo a satisfação de estar sob controle da sua agenda, tornando mais fácil e prazeroso esses momentos de estudo e a procrastinação vai deixando de ser um problema na sua rotina.

Quer continuar estudando sobre carreira e bem-estar? As aulas da professora Simone Penteado estão disponíveis no LIT, a plataforma digital de cursos da Saint Paul Escola de Negócios. Clique abaixo e inscreva-se com 7 dias grátis:

Inscreva-se no LIT

Pronto para receber conteúdo interessante?

Assine a newsletter