Pronto para receber conteúdo interessante? Assine a newsletter

5 aprendizados de marketing em tempos de crise

#LidereATransformação - 3 de Junho de 2020

Como se manter relevante quando seus consumidores não querem ou não podem comprar? Em um período de crise como a causada pela pandemia de COVID-19, essa é uma das perguntas mais importantes a ser feita por um profissional de marketing. 

A rotina mudou - seja pela proteção ao vírus, pela mudança do escritório para o home office ou, financeiramente, pelas demissões e reduções de salário. Esses e outros pontos afetam a forma como consumimos produtos em praticamente todos os setores da economia. 

E como ficam as estratégias de marketing das empresas? Pensando nisso, convidamos a Profa. Dra. Lilian Carvalho - responsável pelos cursos Marketing Estratégico e Marketing Digital no LIT - para conversar sobre esse tema em um webinar exclusivo para alunos. 

Confira alguns dos principais aprendizados divididos:

O relacionamento entre pessoas e marcas mudou

Com um novo cenário social e econômico, as prioridades dos seus clientes (atuais ou futuros) são outras, comparadas com o período anterior à pandemia. Se as maiores preocupações do momento são segurança com a saúde, estabilidade financeira e garantia de emprego, você também deve levar isso em consideração antes de ofertar o seu produto.

É preciso encontrar novas maneiras de se manter relevante

Atender as necessidades atuais e específicas do seu cliente pode ser uma saída interessante para se manter relevante e com um um ritmo ativo de vendas. A professora cita como exemplo uma rede de lojas de brinquedos que se posicionou via marketing digital com dicas para festas infantis online, promovendo sites para criação de listas de presentes com entrega na casa da criança e, claro, a venda de seus produtos.

Se vender não for uma opção, foque em produzir conteúdo

Alguns setores sofrem mais com a crise atual, como, por exemplo, os hotéis, afetados com a diminuição drástica de turismo e viagens corporativas. Para o consumidor não esquecer sua marca, a sugestão da professora é apostar no marketing de conteúdo. Ela cita como exemplo uma rede de resorts que mantém as redes sociais ativas com lives recreativas com dicas de culinária, aulas de exercícios e brincadeiras para crianças.

Reposicione seus produtos para atender novas expectativas

Uma loja de imóveis pode vender/alugar cadeiras de escritório para facilitar o home office, uma academia pode ofertar aulas online com personal trainers, um cabeleireiro pode vender kits de coloração junto a um vídeo-tutorial ensinando a pintar os cabelos em casa. Essas são algumas das sugestões criativas sugeridas pela professora, indicando que é possível reposicionar os objetivos de um produto que você já possui em seu portfólio para as necessidades atuais.

Use as redes sociais de maneira inteligente

Por último, lembre-se sempre de respeitar o funil de vendas ao se comunicar. Aos visitantes do seu site e redes sociais, o marketing de conteúdo faz mais sentido do que ofertar preços ou promoções - algo que é muito mais assertivo se realizado ao público que já demonstrou algum interesse pela compra.

Quer continuar essa conversa? Então inscreva-se no LIT para assistir ao webinar completo ou se certificar nos cursos Marketing Estratégico e Marketing Digital. A plataforma está disponível para experimentar por 7 dias grátis!

Inscreva-se no LIT

Pronto para receber conteúdo interessante?

Assine a newsletter